terça-feira, julho 18

nota do conselho editorial reconstruído!

O conselho editorial reconstruido, após o acender da polémica que tem deflagrado no blog " foi um ar que se lhe deu " decidiu tornar público o seguinte esclarecimento.
O conselho editorial reconstruido informa que:



1)é o único reconhecido pela comunidade internacional e pelo Mari Alkatiri e como tal é o único que pode emitir pareceres editoriais e fazer uso de instrumentos que visam garantir a ordem e o progresso.



2)O uso de instrumentos que visam garantir a ordem e o progresso dificilmente podem ser conotados com qualquer forma de censura.



3)Tendo em conta a alínea 2 deste esclarecimento o conselho editorial reconstruido ( the real one ) vem proibir o uso da palavra censura.



4)A palavra censura, por motivos históricos que todos conhecem, carrega às costas uma imensa carga negativa. A censura foi mal utilizada em muitos lugares e por isso hoje já não existe.



5) A censura devia existir, porque sem ela a sociedade não educa: permite que seja arrasado em poucos minutos aquilo que pais e educadores ajudaram a edificar com grande esforço ao longo de muitos anos. O que me custa é que se possa chamar censura - uma palavra tão desagradável - ao cuidado de não deixarmos entrar na nossa casa a lama.



6)sejamos obrigados a reflectir sobre uma família, na qual por vezes sucede que não deixamos o miúdo fazer coisas como uma escalada nas rochas, porque, não tendo preparação para uma actividade dessas, poderia eventualmente, por azar, partir um braço. Maior motivo existe para não permitirmos que passe horas, todos os dias, a ver tudo o que aparece na televisão - o que com toda certeza contribuiria muito mais para a sua infelicidade do que um braço partido...



7)a censura representa um instrumento necessário à defesa dos princípios morais.



8) Tendo em conta a lei em vigor sobre a censura, neste blog, que é regulamentada por esta presente norma, que seja estabelecido um comité de luta pela liberdade de opinião e contra a censura, a ser tida em sede própria cujo único ponto de discussão será a melhor forma de se organizar, votar, um grupo de pessoas para passarem à clandestinidade.



9) O grupo anti censura terá que realizar actividades, cuja realização adequada vai ser escrutinada por uma comissão de fiscalização, a ser escolhida em sede própria, de insubmissão.



18 de julho, nos paços do blog.


2 Comments:

Blogger Boris Shroeder said...

Ao afirmares e reafirmares as palavras ordem e progresso, concluo que de facto há ligações clandestinas entre ti e o estado brasileiro!

Aquilo que essa regra diz imediatamente após - "vem proibir o uso da palavra censura." - é: "A palavra censura,(...)"

Mas pelos pontos 8 e 9, que esclareçamos, não fazem parte da norma, percebo que estamos de acordo e contra a mesma (pontos de 1 a 7).

Com certeza que há muito ainda para discutir nos paços do Foi Um Ar.

(Já agora, onde é que ficam as Físicas?)

Mark S.

7/19/2006 12:06:00 da manhã  
Anonymous xico reconstruído said...

Prepara-se a primeira cisão do MSMT (Movimento Social da Mesa do Tropical pra quem não anda a par dos comments deste blog)! Quem continuará a liderança? Mark Shroeder (Diogo Fraga), animal de estimação, entre outros, do índio de barba e óculos, entre outros, ou o grande GAMINHA? Acompanhem...

7/19/2006 07:47:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home